quinta-feira, março 19, 2015

Coisas que o meu pai diz

O meu pai, não tivesse ele apenas a 4ª classe, poderia estar hoje a leccionar o Curso de Relações Públicas ou Relações Internacionais e Política na Universidade Cambridge, e seria sem dúvida o ídolo e o mestre dos futuros moderadores deste mundo.

É de uma simpatia e cortesia invejáveis, tem uma capacidade de argumentação e envolvência que derrete qualquer um.

Não me recordo de alguma vez me ter batido, excepto daquela vez em que, furibundo com a mulherada toda lá de casa (somos três filhas) numa noite de cacofonia infernal, decidiu percorrer a casa atrás de nós de cinto na mão.

A culpa foi nossa que o virámos do avesso. Aliás, a culpa foi da minha irmã do meio que comprou uns jeans rotos nos joelhos em plena década de 80! (sempre muito à frente na moda esta minha irmã). A minha mãe proibiu o uso das calças, ela insistiu, gerou-se uma rebaldaria que deu caldeirada da grossa.

O meu pai é de uma energia contagiante, mas é uma pessoa calma, difícil de virar do avesso. De facto, poucas são as pessoas que têm o dom de o enervar.

Homem do norte, passou muitas dificuldades na vida, aos 18 anos veio para Lisboa sozinho fazer-se à vida, casou e emigrou para os USA com uma mão à frente e outra atrás, voltou para Portugal e montou o seu primeiro negócio com o dinheiro que amealhou lá fora. No regresso, chamavam-lhe o "americano".

Teve altos e baixos que acompanham os altos e baixos deste país, mas nunca baixou os braços. É homem de luta, o pequenote! A quem haveria eu de sair com o meu 1,57m.

O meu pai diz coisas que desde pequena me parecem injustas: "Faz o que eu digo, não faças o que eu faço"
O meu pai tem comentários sexistas: "Mulher que dá a boca dá tudo!"
O meu pai tem expressões machistas: "Quem é que mete a grana cá em casa?"

Mas o meu pai também diz coisas fantásticas: "Quando caem, só os fracos não se levantam!"
Porque dos fracos não reza a história!

Esta manhã liguei-lhe, desejei-lhe um bom dia do pai, agradeci-lhe os ensinamentos... respondeu-me "tenho muito orgulho em ser teu pai".  As coisas que o meu pai diz!







2 comentários:

Diz o que te vai na alma