terça-feira, agosto 18, 2015

Como sobreviver ao fim das férias:

Como sobreviver ao fim das férias (em 7 passos):

1- Não falar ao telemóvel, nem seguir no Facebook, Twitter, etc., os amigos que ainda estão de férias. Falar apenas com aqueles que estão em pé de igualdade, só para evitar raivinhas e invejas desnecessárias.

2-  Não falar das férias com os colegas do trabalho! Podes comentar qualquer coisa como "passaram-se", e o colega responde "foram curtas, né?", mas nada mais do que isto. Quem ficou a bulir enquanto tu foste laurear a pevide não está para te ouvir a falar sobre os sitios fantásticos por onde andaste, e quem ainda está para ir de férias vai apresentar-te um rol de actividades espectaculares que tem planeado fazer enquanto tu te habituas de novo ao trabalho. E tu não queres isso, pois não?

3-Avisar de antemão o chefe que estás de volta, mas que não te apetece trabalhar! Não vá ele achar que estás fresquinho e com a pica toda, e passar-te uma catrefada de coisas para fazer. Easy! Avisa-o que precisas de um período de habituação a um novo habitat natural.

4- Não iniciar o trabalho assim à bruta! O trabalho é para se ir fazendo. Hoje estás lá, amanhã também vais estar, e assim será de segunda a sexta até às próximas férias. A última vez que trabalhaste a sério ias ficando de baixa com um esgotamento. Para além disso, se fizeres tudo de uma vez ainda corres o risco de amanhã acordar sem trabalho.

5- Não voltar à Costa da Caparica! A Costa é bom para começar a época balnear, para apanhar os primeiros raios de sol após um inverno tortuoso. Depois de já teres estado em Miami, nas Caraíbas, em Koh Samui ou no Algarve, não te metas de novo na Costa. Fica uma espécie de angústia desconfortável. Não te metas nisso.

6- Não esgotar o período de férias de uma única vez. Deixar sempre uns dias de férias para mais tarde, para ter a sensação que estas férias acabaram, mas que em Dezembro há mais (p.e.). Num piscar de olhos dás por ti a desejar que o Verão acabe e que o Natal venha depressa. É por isto que muita gente diz "estamos aqui, estamos no Natal!" ou "Daqui até ao Natal é um pulinho!". É aquele pessoal que ainda tem férias para gozar e está danadinho que chegue o Natal.


E por último, e agora fora de brincadeiras...
7- Reflectir sobre o que correu menos bem nestas férias: a sogra que mais uma vez se pendurou no pacote-família, os miúdos que passaram o tempo todo agarrados ao telemóvel em vez de brincar, o passeio de barco que querias ter feito e não fizeste porque naquele dia estava a chuviscar, o dinheiro que não chega para tudo, etc.

Começa já a pensar nas coisas das quais poderás abdicar e como poupar para o concretizar. Começa já a investir nas férias do próximo ano.

E porque nem sempre é uma questão de falta de dinheiro, começa por fazer uma lista daquilo que não queres fazer nas próximas férias, começa já a pôr de lado e a anular o que não queres que se repita, e rapidamente chegas ao que efectivamente te preenche.

Promete a ti mesmo que da próxima vez vai ser diferente, que não vais fazer fretes, que não vais desperdiçar o teu tempo nem o teu dinheiro em algo assim-assim. Promete a ti mesmo que da próxima vez chegas de férias com o coração cheio, com a sensação de que aproveitaste ao máximo e com vontade de trabalhar para ganhar dinheiro para as férias seguintes, e assim sucessivamente.

Mentaliza-te que tu mereces mais e que só tu o podes fazer por ti.











4 comentários:

  1. Excelentes dicas :D Acho que o ssencial mesmo é começar a sonar já com as próximas férias!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fundamental Maria! E começar há a juntar algum dinheiro

      Eliminar
  2. Excelentes dicas, especialmente para mim que estou farta de aturar todos os que estão de ferias no algarve e eu só tenho férias em Novembro. O bom é que nenhum dos meus colegas está de férias. Enfim...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É fazer das férias de novembro umas férias de arromba! :-)

      Eliminar

Diz o que te vai na alma