quarta-feira, setembro 16, 2015

Boteco das Tertúlias - #1 A Escola: Regresso às aulas

Este regresso às aulas vai ser igual a tantos outros.

Vai haver ansiedade dos que começam agora o seu percurso escolar, a vontade de rever os colegas por parte dos mais crescidos, a esperança de pais e professores para que seja um ano tranquilo.

Vão, como todos os anos, haver desigualdades entre as escolas públicas e os colégios privados, diferenças abismais entre as escolas de cidades e as do interior.

Vão haver escolas em que as crianças não despem os kispos, o gorro e as luvas ( pois faz tanto frio dentro da sala de aula como na rua), outras em que o medo e a insegurança imperam, e outras escolas ainda em que felizmente há condições favoráveis a uma aprendizagem tranquila.

Vão continuar a haver crianças que, apesar das contrariedades, têm muita vontade de aprender, e os que tendo todas a condições do mundo se estão nas tintas para o que o professor diz, porque mais preocupados em ser o "popular" da turma.

Vamos continuar a assistir a crianças com imenso talento, cujos pais não têm recursos para explorar as suas capacidades, e que irão permanecer diamantes escondidos.

Vão aparecer crianças que, apesar de não terem o mínimo talento para esta ou aquela profissão, os pais insistem que o seu percurso seja o de um juíz, médico ou economista. Dificilmente se encontra um pai que queira que o seu filho seja artista: escritor, actor, pintor, profissões sinónimos de insegurança.

Repete-se o finalmente ter onde entregar os filhos para podermos ir trabalhar.

Com o início do ano lectivo repetem-se padrões, atitudes, vontades, esperanças num futuro melhor para os nossos filhos. Quase como uma passagem de ano, sendo o primeiro dia de aulas o dia de ano novo.

E tu, o que queres tu este ano para os teus? Que ele vá passando? Que seja o melhor da turma ou que pelo menos não seja o pior? Que aspirações depositas no teu filho?





Links para os restantes textos sobre o tema ESCOLA:

http://www.bycatarina.com/5-things-i-loved-about-international-school/
https://espressoandstroopwafel.wordpress.com/2015/09/16/regresso-as-aulas/
- https://lifestextures.wordpress.com/2015/09/16/a-minha-escola/
- https://contadordestorias.wordpress.com/2015/09/16/boteco-das-tertulias-1-o-que-desse-tempo-restou/

8 comentários:

  1. Essa história de serem os melhores não me convence. Espero que a minha princesa dê o melhor que conseguir e que se divirta, que a escola também tem de servir para isso. ;) Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os que são os melhores com naturalidade, pois são efectivamente bons são sem dúvida uma mais valia. Os melhores por imposição dos pais, dê por onde der e a qualquer custo, é uma tortura.

      Eliminar
  2. Oupa, é bem verdade esta diferença! E nada me deixa mais triste do que ver pais a definirem para os filhos os caminhos que eles próprios querem, sem que as crianças se sintam à vontade para escolher. Espero, um dia que tenha filhos, ser capaz de os apoiar, para que se tornem o que eles querem. Acho que conseguirei. :)

    ResponderEliminar
  3. Este ano quero que a minha filha seja feliz na escola :) Bjs

    ResponderEliminar
  4. Tao verdade...ano a apos ano e a realidade escolar nao muda muito, nao e?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não que eu pertença ou trabalhe em alguma, mas assim parece...

      Eliminar

Diz o que te vai na alma