terça-feira, junho 14, 2016

Três Tristes Ts - Os Tigres, os Turistas, os Tailandeses

Já relatei no blogue a minha viagem à Tailândia, mas nunca pensei ter de escrever estas palavras.

Estou chocada e revoltada comigo mesma, após ter lido esta notícia no jornal Público:
O Templo dos Tristes Tigres
(abrir para ler a notícia)

Não posso deixar de expressar a minha culpa, minha tão grande culpa. Também eu participei nesta fantochada e contribuí, com a minha presença e com dinheiro, para esta chacina. Neste mesmo que a notícia fala. Sem saber obviamente, mas participei.

Na altura, quando pedimos informações sobre a excursão que, entre outras coisas incluía a visita ao Tiger Temple, fomos informados que se tratava de um refúgio para animais.

Na foto em baixo, podem ler a versão que é contada aos turistas através da brochura que nos é entregue à chegada.


Aparentemente tudo começou com um corso que foi resgatado e salvo pelos monges. E depois um javali, e depois os animais que iam chegando porque população os ia entregando para serem salvos, e a ideia de "refúgio de animais" passar a ser associada ao mosteiro.

Até pode ter sido assim que tudo começou em 1994, com a intenção de um monge que criou o espaço para proteger e salvar a vida de animais.

Mas infelizmente, e segundo a notícia do Público, parece que já não é assim que as coisas se processam. Os 40 animais encontrados congelados pelas autoridades, levantam suspeitas fortíssimas da ligação dos responsáveis do templo a negócos ilícitos. Quando os milhões de bahts, que as visitas turísticas proporcionam, falam mais alto do que as boas intenções, as coisas terminam assim.

Não fui ao Tiger Temple para poder exibir a minha enorme coragem numa foto ao lado de um tigre.



Fui pela curiosidade de ver aquela relação mágica entre tigres e monges que anteriores visitantes relatavam por essa internet fora. Fui com a intenção de contribuir para uma causa, que me parecia nobre, da defesa daqueles animais.

Cheguei a recomendar a visita à minha sobrinha que lá esteve no ano passado.

Lembram-se das frases do actor Camacho Costa nos epísódios dos Malucos do Riso da SIC acerca dos seus produtos importados directamente da Tailândia? É muita lábia. Sinto-me gozada e defraudada.

A confirmarem-se as suspeitas, espero sinceramnete que o espaço seja encerrado (esse e todos os outros templos de tigres onde esta chacina e/ou maus-tratos se verifique) e que os culpados sejam condenados e seriamente punidos.

Com a minha presença e as minhas recomendações não contam mais!

O que aqui descrevo em nada prejudica a imagem que tenho do país em si. Continua a ser a viagem nº1 da minha lista das viagens já realizadas. Continuo a achar que a Tailândia é um país maravilhoso e recomendo-o a todos os que gostariam de visitar a Ásia. É imprescindível perceber que alguns não fazem um todo. Felizmente!

Boas viagens!


Sem comentários:

Enviar um comentário

Diz o que te vai na alma