segunda-feira, maio 29, 2017

Eu e as corridas- Tu começou há um ano!

Faz no próximo fim de semana um ano que comecei a correr!

Já tinha feito umas corriditas mais pequenas pela Ponte 25 de Abril nas corridas que a EDP todos os anos organiza, mas a minha primeira corrida a sério foi a CORRIDA DE SANTO ANTÓNIO  em Junho de 2016.

Vou repeti-la agora no próximo fim de semana e o objectivo é baixar de 1h.01m.45s.





E perguntam vocês: mas por que é que te meteste nisto? Para quê tanto sofrimento?
Pois muitas vezes, durante as provas, também eu me pergunto o mesmo: Mas para quê isto? Não estavas melhor em casa a dormir?

Descrevi neste post os meus primeiros pensamentos enquanto corredora.

Mas é só até chegar à meta! Depois entra a alegria da superação, a sensação de que valeu a pena, que ao correr estás efectivamente a fazer algo de bom pelo teu corpo, mas essencialmente pela tua alma e pela tua auto estima. A sensação maravilhosa de "já está e esta já ninguém me tira".



Como é que tudo começou?
Sempre fui de fazer desporto. Faço Step, como aqui já falei várias vezes, há mais de 13 anos. E isso é definitivamente a minha praia.

Das corridas nunca fui fã. Aliás, se me mandassem correr 15 minutos na passadeira, aquilo era uma tortura para mim.

Um dia o Limoneiro lembrou-se de começar a correr. Ele ia e eu ficava em casa a vegetar, naquele espírito de "correr não é para mim".

Quando ele chegava a casa trazia uma alegria e boa disposição contagiantes, Dizia maravilhas daquilo e cada prova que fazia tentava fazer melhor tempo que na anterior. O tempo passava e ele foi alimentando em mim o bichinho de " e se tentares? Não tens nada a perder". Convidou-me várias vezes para o acompanhar, nem que fosse só para experimentar.

Um dia decidi inscrever-me na minha primeira corrida de 10kms - a corrida de Santo António! É uma prova feita à noite, pelo que já não está aquele sol tórrido que me derrete e que tanto me dificulta a passada. correu muito bem para primeira vez.


E depois? 
Depois, ninguém faz uma prova de 10km para nunca mais correr na vida, ora bolas! E portanto nunca mais deixei de correr. Desde aí tenho feito uma quantas provas.Umas correm bem, outras nem por isso, mas todas são aprendizagem e evolução. Quanto mais não seja, servem para irmos conhecendo o nosso corpo e tentar superar as suas dificuldades.

 As subidas custam-me horrores, principalmente se estiver calor. Como ontem, por exemplo, em que fiz pela primeira vez a Corrida de Belém e sofri imenso a partir do quilómetro 8 devido à subida até ao Estádio do Restelo debaixo de um sol abrasador. Mas está feita!



Esta história das corridas também tem outra vantagem: levam-nos a viajar! É toda uma nova forma de fazer turismo. Visto que somos de Lisboa, a maior parte das provas que fazemos são por aqui, No entanto, uma vez que o Limoneiro já é Maratonista (neste momento tem 4 maratonas naquele belo corpinho), as corridas já nos levaram ao Porto, Sevilha e Madrid. É um novo motivo para viajar e existem inclusivamente agências de viagens especialistas neste novo turismo.

Na nossa ida a Madrid para o Limoneiro fazer a Maratona e eu os 10km, aproveitámos para conhecer Segóvia e Toledo. Cidades maravilhosas que merecem um post só sobre elas. Daqui a uns dias trato disso, ok?

Não posso acabar este post sem informar publica e orgulhosamente que o meu melhor tempo numa prova de 10km foi em Madrid com 58m.03s. Abaixo de uma hora para mim já é uma alegria.

Provas feitas:
Corrida de Santo António
Madrugada a Correr
Corrida do Tejo
Mini Maratona do Porto
Grande Prémio de Natal
São Silvestre de Lisboa
Corrida Associação Jorge Pina
Corrida Sport Zone
10 km de Madrid
Corrida Saúde  +  Solidária
Corrida Lisboa a Mulher e a Vida
Corrida de Belém
e Variadíssimas Rock and Roll Mini Maratonas EDP (já lhes perdi a conta)

As t-shirts, as medalhas, o convívio, os cenários maravilhosos por onde temos o privilégio de correr, o levantamento do dorsal, tudo faz parte de um ritual:










É dispendioso participar em provas todas as semanas?
É, mas se estiverem atentos existem imensos passatempos e se se inscreverem com antecedência os preços são sempre mais baratos do que mais perto da prova.

Caso pretendam apenas correr, sem se inscreverem em provas e sem custos, só precisam de adquirir uns bons ténis, e ganhar coragem para se levantarem do sofá e começar a correr.

Experimentem e depois digam-me se não tenho razão.
Cuidar de ti, também é Limonada da Vida!






Sem comentários:

Enviar um comentário

Diz o que te vai na alma