sexta-feira, junho 05, 2015

Dos sítios maioritariamente masculinos

A precisar de mudar os pneus traseiros da minha viatura...

Entro na oficina, e imediatamente sinto-me uma fatia de picanha em dia de Churrasco, a primeira pratada de caracóis da época balnear, a cerveja geladinha em dia de calor, elefante em dia de Jardim Zoológico.

Eu e qualquer uma que lá entre!Parece que não vêem uma mulher há meses...

Os ingleses têm uma boa expressão para isso "Stop and Stare". O olhar fixo e esgazeado de tal forma que quem se sente carta fora do baralho somos nós. Como se estivéssemos a pedi-las, porque nós é que lá fomos invadir um espaço que é deles, nós é que lá fomos provocar.

Dei por mim a perder a postura naturalmente descontraída, a baixar a cabeça para ver se tinha alguma coisa à mostra que não devesse, a encolher os ombros e a sentir-me debaixo de todos os holofotes na minha pequenez. Há muito que não me sentia assim... incomodada.

"Isso é que era bom!" Isso era antigamente. Gaja que ia à bola ou que entrasse num bar estava a pedir que se metessem com ela. Gaja que entrasse em tudo o que fosse ambiente maioritariamente masculino, era para ser descascada com os olhos, e piropada à la garder.

Não meus senhores, não preciso de ir masculinamente acompanhada para dizer que gostaria de saber o vosso melhor preço para uns Firestone medida 255/35R18, mas que também podem ser Barum porque a vida custa a ganhar a todos.

Passe para cá o orçamento que eu tenho mais duas oficinas onde ir. Adeus e bom dia!

















3 comentários:

  1. Eu, com todo o respeito masculino por este post e acima de tudo porque não nos conhecemos de lado nenhum, só reparo numa coisa... CA GRANDAS PNEUS!!!??? Tens um camião ou quê?? :D

    ResponderEliminar

Diz o que te vai na alma